Serviços

A Markinsp tem competência para, nos termos do Anexo II da Portaria 362/2000 de 20 de Junho, Artigo 3.º, para realizar os seguintes serviços:

  • Inspeções às Instalações de Gás do tipo, Inspeções Iniciais, Inspeções Periódicas, Inspeções Extraordinárias e Outras Inspeções, nos termos da legislação aplicável;

Importância das Inspeções

Existem muitas Instalações de Gás com fugas de gás combustível e Esquentadores/Caldeiras a produzirem elevadas concentrações de monóxido de carbono. Estes são os principais problemas detetados numa inspeção.

Normalmente estes defeitos não são detetados pelas pessoas que habitam as casas, e podem conduzir a situações perigosas.

A tubagem de gás e suas ligações, com o passar dos anos, são afetadas por corrosões que originam fissuras que podem causar perigo de explosão. Os esquentadores/Caldeiras podem estar a fazer uma má evacuação de gases, e com isso dar origem a acumulação de monóxido de carbono (CO) dentro de casa. A inalação de CO em quantidades excessivas pode provocar vómitos, vertigens, intensas dores de cabeça e, em último caso, a morte.

Se na inspeção forem detetadas não conformidades, a Markinsp informa o Cliente das reparações a realizar e indica os períodos máximos para as reparações das mesmas.

No final de cada inspeção e não existindo não conformidades, a Markinsp emite um Certificado de Inspecção, de acordo com legislação, demonstrando que a instalação de gás, os aparelhos a gás, as condições de ventilação e exaustão de produtos de combustão, estavam naquela data em boas condições de funcionamento. O certificado tem um prazo de validade que depende do tipo de inspeção.

As inspeções evitam os acidentes e são uma garantia de segurança e salvaguarda de pessoas e dos seus bens.

Obrigatoriedade e Periodicidade das Inspeções

É obrigatório realizar-se Inspeções tipo “Outras” a instalações de gás sempre que:

  • Instalação de gás que foi sujeita a alterações no traçado, na secção ou na natureza da tubagem, nas partes comuns ou no interior dos fogos;
  • Instalação de gás com fuga;
  • Novo contrato de fornecimento de gás ou outras situações não contempladas pelos outros tipos de inspeções.

É obrigatório realizar-se Inspeções Extraordinárias a instalações de gás sempre que as instalações de gás sejam convertidas do gás butano ou propano para o gás natural.

As Inspeções Periódicas são obrigatórias com a seguinte periodicidade:

  • Cinco anos para instalações de gás de habitações (Prédios e Moradias), que tenham sido executadas há mais de 20 anos e não tenha sido objeto de remodelação;
  • Dois anos, para as instalações de gás afetas à indústria turística e de restauração, a escolas, a hospitais e outros serviços de saúde, a quartéis e a quaisquer estabelecimentos públicos ou particulares com capacidade superior a 250 pessoas;
  • Três anos, para instalações industriais com consumos anuais superiores a 50000 m3 de gás natural, ou equivalente noutro gás combustível.

As Inspeções Iniciais são obrigatórias sempre é necessário abastecer uma instalação de gás nova.

A não realização das inspeções que são obrigatórias (Portaria nº 362/2000 de 20 de Junho), podem conduzir a uma situação de incumprimento por parte das Seguradoras, em casos de acidentes com pessoas e bens.

Os diversos passos de uma Inspeção

A inspeção de gás consiste, nomeadamente, em verificar a estanquidade dos tubos, das válvulas e das ligações aos aparelhos de gás, a condições de funcionamento dos aparelhos de gás e verificação das condições de ventilação e exaustão dos produtos da combustão (medição do monóxido de carbono).

No fim de cada inspecção, é entregue o relatório de inspecção onde é descrito o estado da instalação de gás e os seus defeitos, se existirem. Caso a instalação esteja conforme, será emitido posteriormente um certificado de inspecção.

Se a instalação não estiver conforme, o requerente terá de reparar os defeitos, através duma entidade instaladora devidamente credenciada. Quando os defeitos estiverem reparados, o requerente deverá solicitar uma reinspeção.

Se forem encontrados «Defeitos críticos» numa instalação, implica a sua reparação imediata ou a interrupção do fornecimento de gás.

Se forem encontrados «Defeitos não críticos» numa instalação, o utilizador tem 3 meses para a reparar. No fim deste prazo se a instalação não estiver reparada, o fornecimento de gás será interrompido.


TABELA DE PREÇOS 2015

TABELA DE PREÇOS - INSPEÇÕES ÀS INSTALAÇÕES DE GÁS

SEGMENTO DOMÉSTICO INSPECÇÃO REINSPECÇÃO
Moradia Unifamiliar 65,00 € 55,00 €
Coluna Montante Isolada 75,00 € 75,00 €
Fogo Isolado 55,00 € 45,00 €
Coluna Montante mais fogos (Periódica) Mediante Consulta ou Orçamento Mediante Consulta ou Orçamento


SEGMENTO TERCIÁRIO / INDUSTRIAL INSPECÇÃO REINSPECÇÃO
Até três aparelhos 75,00 € 65,00 €
Com mais de três aparelhos 75,00€ + 25,00€ / Aparelho 75,00 €

Os preços apresentados incluem custos de deslocação, processamento e envio de certificado.

Para fazer uma marcação de uma inspeção é necessária a morada e um ponto de referência.

Se incluir abertura de gás será necessário também o Nº de Identificação do Local ou Nº de Contribuinte.

DEFINIÇÃO DOS TRABALHOS

O âmbito técnico de atividade da Markinsp, como Organismo de Inspeção, é Inspeção das Instalações de Gás.

Nas inspeções às instalações de gás, no fim da cada inspeção, é entregue o relatório de inspeção onde é o descrito o estado da instalação de gás e os seus defeitos, se existirem. Caso a instalação esteja conforme, será emitido posteriormente um certificado de inspeção. Se a instalação não estiver conforme, o requerente terá de reparar os defeitos, através duma entidade instaladora devidamente credenciada. Quando os defeitos estiverem reparados, o requerente deverá solicitar uma reinspecção.

Se forem encontrados «Defeitos críticos» numa instalação, implica a sua reparação imediata ou a interrupção do fornecimento de gás.

Se forem encontrados «Defeitos não críticos» numa instalação, o utilizador tem 3 meses para a reparar. No fim deste prazo se a instalação não estiver reparada, o fornecimento de gás será interrompido.

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

O pagamento dos nossos serviços deverá ser realizado no ato de entrega, exceto eventual acordo. Os valores apresentados incluem o IVA à taxa legal em vigor.